Telefax (11) 3885 8388 | editora@editoraperspectiva.com.br      iten(s):113
R$ 6010.35
 
Ponto de vista
  
 
 


VOLTAR

 

Tudo junto e misturado: Atração do ciclo Fronteiras do Pensamento, urbanista Jan Gehl sugere análise de ocupação de praça e calçadas

Por: Raul Juste Lore

Todas as cidades grandes do mundo tem uma companhia de trânsito que estuda os congesto os congestionamentos e a quantidade de carros em circulação. "Mas quem analisa que praças estão cheias ou vazias, que calçadas estão lotadas demais e deveriam ser alargadas?", pergunta o urbanista dinamarquês, Jan Gehl, 79.
"Esses dados usados do uso do espaço público nortear as políticas públicas, inclusive os departamentos de tráfego" disse à Folha.
O arquiteto é um dos nomes deste ano do ciclo Fronteiras do Pensamento, e dará palestras em São Paulo e em Porto Alegre em novembro.
Gehl tem muito em comum com o ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner: não fama como arquiteto de prédios vistosos, mas planejados a cidade que os rodeia.
Se o curitibano se notabilizou pelos seus corretores e pontos de ônibus, as principais obras de Gehl são calçadões e praças que ele projetou em Copenhague e depois por cidade como Brighton, Moscou, Cidade do México e Amã. Foi responsável pelo fechamento de pistas para carro na Time Square, em Nova York, e o alargamento da praça local.
Seu livro "Cidades para pessoas", de 2010, tornou-se um raro Best-seller sobre urbanismo, em que criticava o maior foco do planejamento urbano por décadas, "que era deixar o carro feliz".
Em São Paulo, seu escritório fez oficinas para técnicos municipais para incentivar o uso e a permanência em praças. Em parceria com o escritório de arquitetura paulistano Metro, fez intervenções nos largos de são Francisco e do Paissandu.
O projeto mais ambicioso de Gehl em São Paulo, uma grande reforma do Vale do Anhangabaú, está parado. Recebeu suas críticas por suas áreas molhadas – fontes que poderiam ser acionadas ou não no piso do vale – mas também por se tratar de um escritório estrangeiro contratado pela prefeitura.

Leia mais: http://goo.gl/A6SDA0



+ informações do livro no nosso catálogo

04-04-2016

HOME    + NOTÍCIAS